quinta-feira, 14 de outubro de 2010

24 semanas

Já só faltam 112 dias!


Aliviar a comichão na pele e a secura dos olhos e teste da glicemia.

A parte superior do útero está agora cerca de 2,5 cm acima do umbigo, ou seja, tem mais ou menos o tamanho de uma bola de futebol. Com o estiramento da pele da barriga e do peito, é possível que sinta algum incómodo de vez em quando. Se tiver a pele seca, pode ajudar a mantê-la sempre bem hidratada. Pode também sentir que os olhos estão mais sensíveis à luz, para além de ásperos e secos. É um sintoma perfeitamente normal da gravidez, conhecido como “olho seco”. Para aliviar o desconforto, use uma solução de lágrimas artificiais para humedecer os olhos. Os sapatos apertam? Isso deve-se em parte aos pés inchados, mas as hormonas da gravidez estão também a relaxar os ligamentos de todo o corpo, levando os ossos do pé a alargar.

A maioria das mulheres faz o teste da glicemia entre as 24 e as 28 semanas. Este teste pretende detectar a diabetes gestacional, um estado clínico que surge durante a gravidez e que se caracteriza pelos níveis elevados de açúcar no sangue. Uma hiperglicemia não tratada aumenta o risco de dificuldade no parto vaginal ou de necessidade de cesariana, já que o bebé cresce demasiado, especialmente na parte superior do corpo. Aumenta também o risco de complicações no bebé, como hipoglicemia no nascimento. Um resultado positivo no teste da glicemia não significa que tenha diabetes gestacional, mas significa certamente que terá de efectuar o mais elaborado teste de tolerância à glicose (TTG) para saber ao certo.

EXPLICAÇÃO

Porque é necessário verificar se tenho diabetes gestacional?
Se não for tratada, a diabetes gestacional pode causar problemas no bebé. Se tiver um resultado positivo no teste de diagnóstico da diabetes gestacional, isso significa que as hormonas da gravidez estão a dificultar a produção e a utilização da insulina, elevando os níveis de glicose no sangue e provocando a hiperglicemia. A glicose suplementar no sangue atravessa a placenta, levando a que o bebé armazene gordura adicional – e causando problemas que incluem lesões nos ombros durante o parto e hipoglicemia no nascimento. Esta doença pode ser controlada através da alimentação e, na maioria das mulheres, os níveis de glicose regressam ao normal após o parto. Mas mesmo que os níveis de glicose desçam após o nascimento do bebé, é sensato manter o regime alimentar, dado que as mulheres com diabetes gestacional podem com muita probabilidade desenvolver a diabetes mais tarde. Se controlar a sua alimentação, pode conseguir adiar ou evitar de todo a doença. "A gravidez é uma excelente oportunidade para saber se está geneticamente programada para a diabetes", considera o Dr. Mark Taslimi, professor de obstetrícia e ginecologia no Lucille Packard Children's Hospital em Palo Alto, na Califórnia.


0 comentários:

Enviar um comentário