segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Chegou o carrinho... yuipiii!! PARTE 2

A história do carrinho do Rafael dava um filme. Então vamos lá começar.

Depois de muitas idas às várias lojas de puericultura, tinhamos optado pelo carrinho da Jané com a alcofa/ovo Matrix Light. Como na Internet ficava mais barato, encomendamos e chegou tudo direitinho. O chassis era fantástico, cabia na mala do carro ao alto, ficava muito compacto e muito fácil de abrir e fechar. Só que depois de experimenatar a alcofa/ovo no carro vi que não era muito prática. Realmente o facto de não ter base era um grande contra. Quer dizer sempre que quisesse tirar e colocar a cadeira no carro teria de colocar os cintos. Ora se o menino Rafael resolvesse estar chateado ou não esperar iria ser complicado.Para além disso quando a cadeira estava na posição do ovo, a barra para pegar na cadeira não ia completamente para trás o que ia significar que à medida que o Rafael crescesse, iria de certeza bater com a sua cabecita!!  Então falei com o pai para devolvermos o produto. E assim fiz, devolvi o carrinho e recebi o valor na totalidade.

Agora voltavamos à estaca zero. Que carrinho comprar? Teria de ser um carrinho que fosse todo terreno, uma vez que os meus sogros são de uma aldeia de Monção e portanto o piso é muito irregular. Teria de ter bastante conforto´por causa das viagens que fazemos. E acima de tudo teria de ter base, neste caso isofix, para ser mais fácil de colocar e retirar.

Desta vez voltei sozinha à procura do carro "perfeito", que preenchesse todos estes critérios. Novamente percorri todas as lojas e vi preços. Acabei por gostar imenso do carrinho Concord Neo com a cadeirinha Intense. Só que o preço era para esquecer (1050€)!!! Este carrinho também é bastante compacto, fácil de abrir e fechar, com rodas apropriadas para todo o terreno.

Quanto à cadeirinha, a melhor opção para nós seria mesmo a alcofa que se transforma no ovo, mas o carrinho para essa alcofa era demasiado grande. Ora se preenchia uns requisitos outros não... Então estive a ver só cadeirinhas e esquecer a alcofa, porque nos primeiros tempos não tenciono percorrer muitos km's nem andar muito de carro com o Rafael. Assim e tendo em conta que especialistas não aconselham que os bébes andem mais de 1h30 no ovo, acabei por gostar da cadeira Intense também da Concord.  Esta cadeira tem várias posições que faz com que quando são mais pequenos estão numa posição mais deitados e quando vão crescendo numa posição mais levantada. Mas ainda continuava com um problema ... o preço.

Então numa pesquisa pela internet e no famoso fórum De Mãe para Mãe, descobri um tópico sobre este carrinho e vi que uma mamã tinha encomendado num site da Alemanha e muito mais barato. Então resolvi ir ao site e encomendei o carrinho (custou 735€ já com portes de envio). Foi até bastante fácil fazer a encomenda e o pagamento, mas como nunca tinha feito encomendas internacionais confesso que estava mesmo ansiosa e com um pouco de receio.

Na semana passada chegou o carrinho. Tive logo que abrir tudo, experimentar tudo e realmente estou 100% satisfeita. Só espero que o Rafael quando nascer também se sinta satisfeito!!

 

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Barriga às 33 semanas

Mais uma semana que passou, já só faltam 7 semanas (isto se o menino Rafael não decidir chegar mais cedo).

Sinto cada vez mais o cansaço... já custa subir as escadas, já custa fazer as aulas de hidroginástica, apesar de que sempre as fiz e vou continuar a fazê-las. Também fico sem fôlego quando quero falar... ora para dar aulas dá imenso jeito ehehhe. Começa a faltar o ar... tenho de parar e respirar fundo. Esta é a última semana de aulas (estava a ver que não) e para a semana são as reuniões, por isso já devo andar um pouco menos stressada!

Notei que desde a semana passada a minha barriga de amor cresceu mais do que nas restantes semanas. Talvez por isso, nesta semana engordei 500gr. Realmente é agora que se dá o grande desenvolvimento. Aqui ficam mais uma fotos para mais tarde puder mostrar ao Rafael como ele crescia no seu ninho de amor.



quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Barriga e Rafael às 32 semanas

Hoje foi dia de ver o Rafael. Afinal não deu a volta... resolveu foi sentar-se ehehhe!! Mas ao menos deixei de sentir as dores nas costelas. Agora sim posso viver a minha gravidez em pleno!

Confesso que estava bastante ansiosa! Queria ver se estava bem, se estava crescer normalmente. É que me irrita quando as pessoas me começam a dizer que tenho uma barriga pequena... mas queriam o quê? Que estivesse tipo barril??? Enfim... O Rafael está óptimo e recomenda-se. Mede quase 30 cm (da cabeça ao rabo) e pesa 1,802kg... por isso está com o peso e medidas para esta altura de gestação. Está a desenvolver bem. Para a fotografia hoje resolveu colocar a mão em frente à boca e chuchar nela... querem ver?


quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

31 semanas... já só faltam 9!

Já só faltam 63 dias!



O peito a escorrer e as contracções de Braxton-Hicks.

Pode já ter dado conta que, nos últimos tempos, o seu peito começou a escorrer colostro, ou pré-leite. Algumas grávidas verificam esta perda de líquido, enquanto outras não. De qualquer modo, pode ficar descansada, já que o seu peito está a fazer aquilo de que necessita para preparar o aleitamento do bebé. Reparou que os músculos do seu útero se contraem de vez em quando? Algumas mulheres sentem estas contracções aleatórias – chamadas contracções de Braxton Hicks – na segunda metade da gravidez. Com uma duração de 30 a 60 segundos, não são rítmicas e são irregulares e, nesta fase da gravidez, deverão ser pouco frequentes e indolores. No entanto, até às 37 semanas, o bebé ainda é considerado prematuro. Se sentir contracções frequentes, mesmo que não doam, pode ser sinal de parto prematuro. Contacte de imediato o seu médico se sentir um aumento ou alteração do corrimento vaginal (especialmente se for aquoso, mucoso ou rosado ou tiver sangue), dores abdominais ou dores do tipo menstrual, mais do que quatro contracções por hora, aumento da pressão na zona pélvica ou dores no fundo das costas, especialmente se não as tinha antes.

EXPLICAÇÃO
Porque está o meu peito a escorrer?
Qualquer líquido que escorra do peito é sinal de que o corpo está a preparar-se para amamentar o bebé. O que está a ver chama-se colostro, uma substância amarelada e rica em gorduras que alimentará o bebé antes da subida do próprio leite, alguns dias após o nascimento. O corpo começa a produzir colostro nos últimos meses da gravidez e, se escorrer, isso significa que está tudo a andar, explica Katy Lebbing, consultora de amamentação certificada junto da Liga La Leche internacional. "Se o seu peito não escorrer, isso também é normal", acrescenta. "Esta é apenas a forma natural do seu corpo se preparar para o processo."

DICA DE CONFORTO
Lidar com o aumento do peito e quando começa a escorrer
O seu peito está em grandes preparativos para a produção de leite para o bebé. Veja como lidar com esta fase de transição:
• Proteja a roupa usando discos de amamentação de algodão (disponíveis na maioria das lojas de produtos para bebé e nas grandes superfícies). Estes pequenos discos absorventes côncavos são vendidos sob a forma descartável ou lavável e podem ser introduzidos sem ninguém notar por dentro do soutien, de modo a absorver eventuais perdas de líquido.

• Se o seu soutien actual estiver demasiado apertado e estiver a pensar amamentar, pondere comprar e usar um soutien de amamentação. Vai precisar de um daqui a poucas semanas e o tecido é muitas vezes mais grosso do que o de um soutien normal, pelo que absorve perdas ligeiras ou pouco frequentes. Compre um soutien de amamentação com pelo menos um tamanho de copa acima do que veste agora, de modo a adaptar-se ao aumento do peito que ocorrerá com a subida do leite.