quarta-feira, 24 de agosto de 2011

7 meses de puro amor...

E já passaram 7 meses desde que te vi pela primeira vez. Como eras tão pequenino e tão dependente de mim. Agora cresces a olhos vistos! Cada dia que passa mostras uma habilidade nova e eu, como mãe babada que sou, fico cheia de orgulho e com um sorriso de orelha a orelha. Amo-te muito filhote e cada dia que passa o meu amor por ti aumenta! Sabes como diz a canção "Gosto de ti desde aqui até à lua, gosto de ti desde a lua até aqui.".

Aos 7 meses:
  • Conheces bem quem eu sou (quando não estou contigo e depois apareço é só ver o teu sorriso enorme que me enche o coração).
  • Já vais ao colo daqueles que tu conheces e levantas o braços para te pegarem.
  • Já tens medo de pessoas estranhas (choraste com pediatra e com o cardiologista).
  • Viras de barriga para baixo.
  • Dás o jeito com os braços para vestir as camisolas.
  • Continuas a não gostar muito de sopa, mas lá vais comendo.
  • Adoras fruta (crua, dentro daquela redinha ou a vapor)
  • Dás imensas gargalhadas e chamas por nós se pararmos com as brincadeiras, em jeito de desafio.
  • Tens 2 dentinhos.
  • Adoras estar de pé e já te aguentas bem ( encolhes os dedinhos... é tão giro)
  • Sentas-te e seguras-te um bocadinho mas depois desequilibras-te.
  • Continuas a palrar imenso.
  • Encostas a cabeça no ombro quando te pego ao colo.
  • Continuas a não dormir a noite toda... fico mesmo KO!
O que importa é que estás a crescer bem e saudável.

sábado, 20 de agosto de 2011

Portugal dos pequenitos

Na 4ª feira fomos com os avós, tios e prima ao Portugal dos pequenitos. O pai não foi :( ... estava a trabalhar. O Rafa como sempre portou-se muito bem. Dormiu a viagem para lá e para cá. Não ficou chato com a viagem nem com o calor.

Eu nunca lá tinha ido e gostei muito, mas acho que podia estar mais conservado e também achei o bilhete um pouco caro, quase 9€! Mas o que interessa foi que nos divertimos.


Entretanto enquanto viamos um palhaço a fazer umas gracinhas, resolvi fazer uma também ao Rafa e não é que ele gostou!!!


sexta-feira, 19 de agosto de 2011

2º dentinho

No inicio desta semana  outro dentinho estava a espreitar. Entretanto a mamar já ferrei a minha mãe hihihi.!!

Fico tão giro com um dentinho!! Querem ver???



Voltas e mais voltas

Ainda não tinha dito mas o Rafinha finalmente vira-se de barriga para baixo. Tudo começou no dia em que fui fazer a eco, tinha o Rafa 6 meses e 15 dias. Nesse dia tive só boas noticias: ter-se virado, ter visto o 1º dente e ter fechado o sopro no coração. Confesso que estava preocupada ( e muito por causa da translucência da nuca aumentada na gravidez toda, que pode traduzir num atraso em alguma coisa e portanto tenho de estar mais atenta). Apesar dos meus estimulos, ele lá se virava de lado desde os 4 meses mas nunca passava disso. Na semana passada, enquanto estava no parque, eu colocava brinquedos mais longe dele e também coloquei-lhe fraldas descartáveis, eis que o vejo a virar-se sozinho. Fiquei tão feliz, tão contente!! Bati-lhe palmas para o incentivar, ri-me e finalmente chorei. Chorei de alivio... pelo menos estava a fazer algo ainda na altura certa. Podia deixar de me preocupar e alimentar aquele diabinho na minha cabeça que só me dizia que ele não conseguia virar-se, que já estava mais do que na altura!! Havia de dar uma paulada nesse diabo que me atormentava todos os dias.

Também acho que o facto de ele usar as fraldas reutilizáveis pode ter atrasado, uma vez que são mais volumosas e pesadas. Até comentei isso mesmo com o pediatra, mas ele disse que possivelmente podia ter sido isso mas que ele não estava atrasado, que os bebés viram-se aos 5 ou 6 meses e que cada criança tem o seu ritmo. Perguntei-lhe logo quais eram as próximas aquisições e ele disse que seria o sentar. Mesmo na consulta ele sentou o Rafa e disse "Está a ver mãe. Ele quase que se segura sozinho". E é mesmo verdade, o Rafa agora adora estar sentado e quase, quase se equilibra sozinho.

Consulta do pediatra

Ainda não tinha tido tempo para passar por cá e contar as novidades. Com o Rafael está tudo bem. Vamos começar a introduzir o peixe na sua alimentação a partir do 7 meses. Temos ordem para começar a dar outras frutas como pêssego, uvas, ameixa, melão, etc. Vai começar a comer um iogurte inteiro também a partir dos 7 meses.

Conversei com o pediatra sobre as noites do Rafael que têm sido complicadas.  O Rafael mama na mesma de 3 em 3 horas e algumas vezes de 2 em 2 horas. Já na última consulta tinha conversado com ele e tinha-lhe dito se lhe desse a papa antes de dormir ou o meu leite no biberao com alguma farinha da papa. Ele sempre disse que eu podia tentar, mas que duvidava que iria resultar. Que o Rafael tem o seu ritmo e ja faz parte dele. Sempre pensei que com a introdução dos sólidos ele começasse a espaçar mais entre refeições mas não. Nem mesmo dando a sopa, fruta e papa mais para o fim do dia resulta. Já tentei dar-lhe a papa liquida mesmo antes de se deitar em vez do leite e mesmo assim passadas 3 horas ai está ele com fome.

Enquanto esperava cá fora pela consulta, estava a conversar com outra mãe que me dizia que o rafa era muito sossegado e eu a dizer que o unico problema dele era não dormir a noite toda e querer mamar durante a noite, quando chega uma outra mãe (mas esta era a mãe que sabia tudo) e no meio da nossa conversa lá diz: "Os meus filhos eu ensinei-os a dormir sempre de noite". Claro que eu perguntei-lhe como, ao que ela diz: "quando eles choravam com fome eu dava-lhes umas gotinhas de Ae-rom e assim eles calavam-se. Foi remédio santo!". Bem, eu devo ter feito uma cara... Eu não tinha coragem para fazer isso. Houve alturas, tinha ele 2 meses, que começou a aguentar 5 horas durante a noite, mas depois ele ficou doente, comia menos...logo aguentava menos. Eu não consigo ignorar o choro do meu filho a meio da noite. Primeiro porque também estou cheia de sono e perco noção das horas. Depois porque ele não se cala, mesmo colocando a chupeta. Claro que a solução mais fácil para mim é dar-lhe de mamar. O pediatra disse que esse era o ritmo dele e que tinhamos de respeitar. Quando for trabalhar não sei mesmo como vai ser. A continuar assim vou parecer uma zombie.

Tenho de fazer como a mãe Catarina e arranjar coragem para fazer o mesmo. Como eu me revejo nas suas palavras. Bom a ver vamos no infantário, pode ser que ele fique tão cansado que à noite cai redondo na cama.

Ah é verdade: O sopro do coração fechou!

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

O batizado do Rafael

E o tão esperado dia finalmente já passou. Tantos preparativos para depois passar tão rapido. Os convites e lembranças foram feitas no fotografo que fez a reportagem. Tenho feitos alguns trabalhos do Rafa com eles e tenho gostado muito.

O convite (o texto da parte de trás do convite sofreu algumas correcções mas não tenho a versão final):



As lembranças (fizemos um livrinho com várias fotos do Rafa de dimensão 10x10) :





O Rafael portou-se muito bem. Estavam lá mais 2 meninas que se fartaram de chorar, mas o Rafinha estava calmo. Só mesmo no fim é que começou a choramingar um bocado mas porque estava com calor. Tirei-lhe as meias e os sapatos e o assunto ficou logo resolvido. Estava um dia bonito, a paisagem era linda ( no meu casamento não se via nada tal era o nevoeiro). Escolhemos batizá-lo em Santa luzia, em Viana do Castelo, porque também foi lá que nos casamos. Pena foi ter partido o prato que comprei para colocar a água que levei do Rio Jordão... lá se foram 200€!!. Ao menos partiu no final... mas era tão lindo o pratinho.

Quando tiver as fotos do batizado ponho aqui porque ele ia muito lindo!!

terça-feira, 9 de agosto de 2011

O 1º dentinho

Ontem enquanto esperava para fazer o ecocardiograma tive uma bela surpresa. Estava a brincar com o Rafa e enquanto ele se ria que nem um perdido, vi qualquer coisa de diferente a espreitar na gengiva. Abri-lhe mais um pouco a boca e não é que estava lá um dentinho!! Ele já estava com cócó mole já desde 5ªfeira passada e de certeza que era por causa do dentinho... e eu a alterar-lhe a alimentação dele. Dahhh!!!

A ver se consigo tirar uma foto com o dentinho a mostra.