sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Constipação ou rinite?

Estou um caos hoje!! Desde as 3:30 da manhã que não durmo.

Ontem começei com os espirros fortes, dores de cabeça, olhos vermelhos. E durante a noite muito pior... umas dores de cabeça tão fortes que não conseguia dormir. Como me estava sempre a mexer e para deixar dormir o pai (que me perguntou logo se estava bem)... desci para a cozinha, fui fazer um chá e tomei um benuron. Depois fui para o sofá e ver televisão. Aquela hora até estava a dar um filme interessante. Como tinha fome, aproveitei parqa comer umas tangerinas e umas bolachinhas. Embrulhei-me no cobertor e fiquei assim até as 7:30, hora que tinha de me ir preparar para vir para as aulas.

Na escola estou mesmo que nem posso... continuo com o pingo no nariz, espirros constantes, dores de cabeça fortes... e sem paciência para os meus alunos.  Desconfio que seja constipação e não rinite.... e logo tinha de ficar doente neste fim de semana.




Este fim de semana vou festejar o meu 2º aniversário de casada. Não pudemos ir no dia 30 de Agosto, porque tinha feito a amniocentese e o descanso é obrigatório. Por isso aproveitamos este fim de semana prolongado para irmos namorar a 3. Aproveitar agora enquanto o Rafael não nasce...

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

26 semanas...

Já só faltam 98 dias!

Sinais de pré-eclâmpsia e como aliviar a obstipação.

Por esta altura, a sua tensão arterial poderá estar a aumentar ligeiramente, regressando aos intervalos normais anteriores à gravidez. (Das 22 às 24 semanas, a tensão arterial baixou um pouco.) Embora a pré-eclâmpsia ocorra maioritariamente no último trimestre, esta é uma boa altura para se consciencializar dos sinais desta situação perigosa que ocorre em 3 a 7% de todas as gravidezes. Entre os sinais a que deve estar atenta incluem-se as mãos e a cara inchada, um aumento súbito de peso (devido à retenção de líquidos), visão desfocada, ver manchas, dores de cabeça repentinas intensas ou persistentes ou dores no abdómen superior. Ao rastrear hipertensão ou proteínas na urina nas consultas de rotina da gravidez, o médico controla a existência de pré-eclâmpsia, mas contacte-o de imediato se tiver algum destes sintomas entre as consultas. A identificação precoce da pré-eclâmpsia é essencial para a sua saúde e a do bebé. Sofre de prisão de ventre? Esta é uma queixa comum. Metade das mulheres grávidas sente um abrandamento do funcionamento intestinal. Na origem desta congestão está o abrandamento do sistema digestivo e a compressão do peso do útero sobre o recto. Os suplementos de ferro também podem contribuir para o problema.

EXPLICAÇÃO

O que são as contracções de Braxton Hicks?
As contracções de Braxton Hicks são apenas a versão de grávida das ligeiras contracções uterinas involuntárias que a maioria das mulheres sente no dia-a-dia, segundo o Dr. Mark Taslimi, professor de obstetrícia e ginecologia no Lucille Packard Children's Hospital em Palo Alto, na Califórnia. Músculos involuntários, como o útero, o coração e os intestinos contraem-se regularmente sem que a pessoa sequer dê conta. Quando o útero fica maior, as contracções são mais evidentes, dado que movimentam uma maior massa muscular. A menos que as contracções se tornem frequentes e ocorram com intervalos regulares, não há verdadeiro motivo para preocupação.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Faltam 100 dias...

Faltam 100 dias para te ver, para te ter nos meus braços, para sentir o teu corpo, para te cheirar... para saber se estás bem. Quero muito te ter no meu colinho, puder dar-te miminhos...que ansiedade!!

Entretanto continuas a mexer-te imenso e agora para além de posicionares do lado direito, também gostas de te esticar e por os pézinhos nas costelas... ai que dor!!! Mas o pai põe logo a mão dele na barriga e tu acalmas... vá-se lá entender!!

AMO-TE MUITO FILHO...

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

25 semanas...

Já só faltam 105 dias!

Pêlo por todo o lado – porque cresce e formas seguras de o retirar.

O bebé não é o único com mais cabelo – é possível que a sua cabeleira esteja agora mais densa e brilhante do que nunca. A verdade é que não lhe está a nascer mais cabelo, mas sim que está a perder menos do que o habitual. Poderá também detectar que os pêlos do corpo estão mais escuros e espessos e acontece frequentemente o aparecimento de novos pêlos no queixo, lábio superior, maxilar, maçãs do rosto, peito ou barriga, devido a um aumento das hormonas sexuais, os andrógenos. Tudo regressará ao normal nas primeiras semanas após o parto. É provável que já não se consiga mexer com a mesma graciosidade de antes. É seguro continuar a praticar exercício, mas seja sensata: não faça exercício se se sentir extremamente cansada e pare se sentir alguma dor ou simplesmente cansaço, tonturas ou falta de ar. Não se deite de costas demasiado tempo nem faça exercícios em que possa perder o equilíbrio. Lembre-se de beber muita água e reserve tempo para os períodos de aquecimento e de relaxamento.

Quando fizer o teste da glicemia entre as 24 e as 28 semanas, o seu médico pode aproveitar para retirar mais sangue para verificar se tem anemia. Embora o volume sanguíneo aumente drasticamente durante a gravidez, a quantidade total de glóbulos vermelhos fica diluída – um problema a que se chama por vezes anemia fisiológica e que é comum no segundo e terceiro trimestres da gravidez. Se as análises ao sangue revelarem que tem anemia, o médico recomendará provavelmente um suplemento de ferro.

DICA DE CONFORTO
Remover com segurança os pêlos em excesso

É seguro retirar os pêlos com pinça, cera ou lâmina, mas limite a utilização de cremes tópicos de depilação ou loções que afirmem abrandar o crescimento dos pêlos. Pequenas quantidades destes produtos podem ser absorvidas pela pele e a sua segurança durante a gravidez não foi devidamente estudada. Quanto às técnicas de depilação permanente – laser e electrólise -, estes procedimentos são aparentemente seguros durante a gravidez, mas podem ser bastante dolorosos e dispendiosos. Poderá concluir que já teve desconfortos suficientes durante a gravidez e a despesa pode não valer a pena, já que a maior parte destes pêlos desaparecerá três a seis meses após o nascimento do bebé.

Exame da glicemia... 24 semanas e 6 dias

Ontem lá fui cedo para ir fazer as análises ao sangue e à glicemia. Cheguei ao laboratório e disse ao que ia. A funcionária explicou-me que, devido a um problema que já tiveram no laboratório, faria as análises ao sangue e no final da tarde teria de ligar para o laboratório para saber se o nível de glicose estava alto ou não. Se estivesse baixo, teria de ir fazer o tal exame que se bebe o liquido doce e esperar 1 hora, no dia seguinte. Ora quer dizer ia perder 2 doias para fazer umas análises???

Perguntei-lhe se não haveria outra forma, uma vez que já tinha organizado o meu dia para fazer estas análises de manhã. Disse-me que podia ir à farmácia fazer a picadela no dedo e trazer escrito num papel o valor da glicose. Entaõ tive de esperar que a farmácia abrisse e pedi para fazerem o teste à glicose. O valor foi de 70 por isso estava normal. Voltei ao laboratório para ir beber aquele liquido doce... no inicio até disse que nao era assim tão mau, mas à medida que o ia bebendo ia ficando cada vez mais enjoada e com vómitos. Sempre que bebia um bocadinho tentava distrair-me com a leitura do livro que levei... e lá consegui beber e não vomitar!!

Depois de 1 hora passada e já cheiiiiiiia de fome, voltei a tirar sangue. Agora é só aguardar pelos resultados.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Consulta na GO às 24 semanas + Nutricionista

Estou de parabéns! Este mês consegui controlar o meu peso. Não engordei, mantive o mesmo peso!! Fiquei mesmo feliz. A GO também me deu os parabéns por me ter controlado!! Agora já tenho peso normal que devia de ter com as 24 semanas.

A GO passou-me as análises ao sangue e da glicémia que vou fazer amanhã. Vamos lá ver o sabor da "papa" eheheh. Entretanto ontem na consulta ouvimos o coração do pimpolho e como sempre estava na sua actividade normal e claro posicionado do lado direito. As tensões estão normais (e ainda bem devido ao historial de hipertensão na familia).

Começei a ter obstipação.... a GO deu-me um medicamento para tomar, mas decidi falar com a nutricionista se a nível alimentar não podiamos alterar alguma coisa, apesar de eu ja fazer uma alimentação correcta. Ja tentei de tudo: fiz sopa de espinafres, comi mais ameixas e laranjas, bebi água morna em jejum... mas nada funcionou. A nutricionista aconselhou as sementes de linhaça. Vou acrescentar na sopa, uma vez que não gosto de colocar no leite. A ver vamos se funciona... mas que me sinto inchada sinto...

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Barriga e Rafael às 24 semanas

Às 24 semanas o Rafael continua a crescer.

Na última ecografica o valor da prega da nuca voltou a dar aumentado. Agora o que isso quer dizer ninguém sabe... pode ser doenças neuromusculares (o que não deve ser uma vez que ele se mexe imenso), doenças congénitas ou mesmo uma variante do normal. Tenho para mim, no meu coração de mãe, que o meu pimpolho é e vai ser saudável. Mas até ter a certeza, não posso viver na incerteza. Não posso pensar que algo vai correr mal ou ficar deprimida e triste. Tenho é de continuar a amar o meu filho, como o amo de forma incondicional.

Agora decidiu colocar a cabeça junto às minhas costelas, do lado direito, que não tenho posição para estar (nem sentada, nem deitada)!!! Para além disso, como ele adora estar no lado direito posiciona-se todo desse lado e a minha barriga fica toda desformada eheheh. Mas sei que ele está ali e o Pai já consegue sentir os seu movimentos e "vê-lo" na minha barriga.


quinta-feira, 14 de outubro de 2010

24 semanas

Já só faltam 112 dias!


Aliviar a comichão na pele e a secura dos olhos e teste da glicemia.

A parte superior do útero está agora cerca de 2,5 cm acima do umbigo, ou seja, tem mais ou menos o tamanho de uma bola de futebol. Com o estiramento da pele da barriga e do peito, é possível que sinta algum incómodo de vez em quando. Se tiver a pele seca, pode ajudar a mantê-la sempre bem hidratada. Pode também sentir que os olhos estão mais sensíveis à luz, para além de ásperos e secos. É um sintoma perfeitamente normal da gravidez, conhecido como “olho seco”. Para aliviar o desconforto, use uma solução de lágrimas artificiais para humedecer os olhos. Os sapatos apertam? Isso deve-se em parte aos pés inchados, mas as hormonas da gravidez estão também a relaxar os ligamentos de todo o corpo, levando os ossos do pé a alargar.

A maioria das mulheres faz o teste da glicemia entre as 24 e as 28 semanas. Este teste pretende detectar a diabetes gestacional, um estado clínico que surge durante a gravidez e que se caracteriza pelos níveis elevados de açúcar no sangue. Uma hiperglicemia não tratada aumenta o risco de dificuldade no parto vaginal ou de necessidade de cesariana, já que o bebé cresce demasiado, especialmente na parte superior do corpo. Aumenta também o risco de complicações no bebé, como hipoglicemia no nascimento. Um resultado positivo no teste da glicemia não significa que tenha diabetes gestacional, mas significa certamente que terá de efectuar o mais elaborado teste de tolerância à glicose (TTG) para saber ao certo.

EXPLICAÇÃO

Porque é necessário verificar se tenho diabetes gestacional?
Se não for tratada, a diabetes gestacional pode causar problemas no bebé. Se tiver um resultado positivo no teste de diagnóstico da diabetes gestacional, isso significa que as hormonas da gravidez estão a dificultar a produção e a utilização da insulina, elevando os níveis de glicose no sangue e provocando a hiperglicemia. A glicose suplementar no sangue atravessa a placenta, levando a que o bebé armazene gordura adicional – e causando problemas que incluem lesões nos ombros durante o parto e hipoglicemia no nascimento. Esta doença pode ser controlada através da alimentação e, na maioria das mulheres, os níveis de glicose regressam ao normal após o parto. Mas mesmo que os níveis de glicose desçam após o nascimento do bebé, é sensato manter o regime alimentar, dado que as mulheres com diabetes gestacional podem com muita probabilidade desenvolver a diabetes mais tarde. Se controlar a sua alimentação, pode conseguir adiar ou evitar de todo a doença. "A gravidez é uma excelente oportunidade para saber se está geneticamente programada para a diabetes", considera o Dr. Mark Taslimi, professor de obstetrícia e ginecologia no Lucille Packard Children's Hospital em Palo Alto, na Califórnia.


sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Olha a onda...

Ontem depois de colocar todos os cremes e mais alguns e à espera que estes secassem reparei que a minha barriga parecia uma onda... uma onda de amor. O menino Rafael na sua actividade nocturna deu uma quantidade de pontapés e afins que fez com que já se veja na barriga. Pena foi o pai não ter visto porque quando lhe disse ele parou.

Deixa lá pai que daqui a pouco vais conseguir ver melhor! Entretanto a mãe vai sentindo eheheh!

23 semanas

Já só faltam 119 dias!

Dance pela casa – o bebé pode já sentir o seu corpo a mexer.

Está grávida de 23 semanas – já só faltam 119 dias!

O bebé tem mais de 28 centímetros e pesa cerca de meio quilo. É possível que agora já sinta os seus movimentos, por isso ponha música divertida e dance pela casa. Independentemente da etnia do bebé, nesta fase a pele é vermelha e enrugada e será provavelmente cor-de-rosa ou avermelhada ao nascimento. Os vasos sanguíneos visíveis através da pele transparente do bebé estão na origem desta coloração. A tonalidade definitiva da pele desenvolve-se ao longo do primeiro ano.

Os vasos sanguíneos nos pulmões do bebé estão a desenvolver-se para o preparar para a respiração, mas vão ser precisos ainda muitos mais meses para completar o desenvolvimento pulmonar. Os pulmões são o último órgão a completar o desenvolvimento nos bebés. É por esse motivo que os bebés prematuros (que nascem antes das 37 semanas de gestação) têm muitas vezes dificuldade em respirar. Um bebé que nascesse esta semana poderia sobreviver com a ajuda de cuidados médicos intensivos, mas o risco de complicações graves seria muito elevado.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

O Rafael às 22 semanas

Na semana passada lá fomos à eco do 2º trimestre. O Rafael, como sempre, estava muito activo! A médica até comentou "Ai Rafael que vais dar muito trabalho à tua mãe". Eu bem digo que ele se mexe imenso e que me acorda quase sempre por volta das 5 da manhã ehehehe. Por acaso nestes últimos dias até me tem deixado dormir até as 7h e fica mais activo à noite antes de me deitar.

Mais tarde irei colocar um post sobre esta consulta. Para já ficam as imagens do Rafael que já se começam a ver as suas feições.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Dores lombares

Pois é... pensei que ainda era muito cedo para sentir as dores lombares mas não!!

Na 5ª, quando fui à consulta com a GO, ainda não sentia nenhumas dores, mas resolvi perguntar quando devia de começar a usar uma cinta ou faixa. Ela disse que a faixa serve para ajudar a apoiar a zona lombar e a cinta mais para o peso da barriga. Eu como ainda me sentia bem resolvi não comprar.

Eis que na 6ª, talvez por ter estado muito tempo de pé, começei com umas dores na zona lombar... e no sábado decidi comprar a faixa. Hoje estou a usá-la pela primeira vez, uma vez que ontem com o temporal que esteve nem sai de casa.

Vamos ver se realmente faz efeito... mas que pelo menos ja me sinto um pouco mais apertada e o Rafael também eheheh!

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

22 semanas

Já só faltam 126 dias!

Está grávida de 22 semanas – já só faltam 126 dias!
Os “dentes em botão” (para os dentes de leite e definitivos) já lá estão.

O bebé tem agora o aspecto de um recém-nascido em miniatura, com 27,5 cm e cerca de 450 gramas. A pele continuará enrugada até o bebé ganhar peso suficiente para a preencher e a penugem fina (lanugo) que cobre a cabeça e o corpo é agora visível. Os olhos já se desenvolveram, embora a íris (a parte colorida do olho) ainda não tenha a pigmentação.

O pâncreas, essencial para a produção hormonal, desenvolve-se igualmente a um ritmo constante. Os lábios tornam-se mais nítidos e começam a surgir os primeiros sinais da presença de dentes, sob a forma de rebentos abaixo da linha das gengivas. Só deverá ver o seu primeiro dente quando o bebé tiver 4 a 7 meses de idade, a menos que seja um daqueles casos raros em que nasce já com dentes.
É mesmo verdade:
Apenas um em cada 2.000 bebés nasce com um dente.