quarta-feira, 21 de março de 2012

Com o coração apertadinho

É assim que fiquei quando deixei o Rafinha no infantário. Ele ultimamente choraminga quando eu venho embora, por isso tento sempre despachar-me para ele nem ter tempo de se aperceber que vim embora. Mas hoje custou-me... porque hoje ficou mesmo a olhar para mim, com aqueles olhinhos que me deram tanta pena. 

Tem de ser filhote e não penses que te estou a abandonar. A mãe precisa de trabalhar, tu precisas de ganhar a tua independência e brincares com outros meninos.  Mas não te preocupes que a mãe vai sempre buscar-te o mais cedo possível.

Amo-te filho!

4 comentários:

Vânia e Mariana disse...

:( tadinho.Custa-te mais a ti que a ele, passado 1 minuto de certeza que já esta a brincar :)

Beijinhos,

Anónimo disse...

custa muito mais às mães...mas o dia passa muitooooooooooooooo devagar e com o pensamento sempre neles...


muita força
bjs

Patrícia Silva

CC disse...

Ui, custa-nos tanto! Mas acredita que nos custa mais a nós que a eles. Eles esquecem-se depressa assim que começam a brincar. Nós é que ficamos com o coração pequenino, a olhar para as horas, que nunca mais passam, para os ir buscar.

Bjos

Romantica disse...

custa horrores, eu sei!!! Normalmente é o pai que o vai deixar, mas quando sou eu fico super triste por ter de o deixar no colégico! Sei que fica bem entregue, sei que cuidam bem dele, mas também sei que ele queria ficar comigo, que queria os meus miminhos!!! Hoje deixei-o eu, e lá ficou a brincar e eu sai triste...

Enviar um comentário