quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

25 meses de puro amor...

Ai meu amor que a mãe anda mesmo atrasada. Desculpa, mas ando mesmo sem vontade de escrever, sem vontade de nada. É o cansaço, isto de não me deixares dormir durante a noite é o que dá. Mas continuo a AMAR-TE INCONDICIONALMENTE.

Vamos lá por partes. Primeiro da consulta do otorrino, estás completamente recuperado do ouvido esquerdo, mas do direito ainda não. Vamos aguardar mais uns tempos. Entretanto continuas em casa com a tia e comigo. Mas acho que precisas ir urgentemente para o infantário. Começo a notar que a tua parte social está a ficar afetada. Tu já não eras uma pessoa "muito dada" mas agora tem sido pior. Tens dificuldades em ir brincar com miudos que não conheces e só depois de muito observares é que vais. Claro que depois não queres parar ou vir embora. O tempo também não ajuda a que eu te leve aos parque para não perderes o contacto com outras crianças. Para a semana vais voltar ao infantário. Lá estou eu com o coração nas mãos... a ver vamos como corre.

Estás novamente constipado, porque o fim de semana passado foram muitas as atividades. Tivemos vários aniversários, estava frio fora e quente dentro dos espaços. Mas vai passar rápido... só que ficas logo doente só com uma pontinha de vento... és mesmo frágil, apesar de continuarmos a fazer medicação para ajudar a fortalecer o teu sistema imunitário.

Aos 25 meses:
  • Adoras comer pão e fruta
  • Já dizes muitas coisas e estás a evoluir bem no que toca à linguagem
  • Tens uma personalidade muito forte, queres mandar nos meninos quando começas a brincar com eles.
  • Adora ver o Tom Sawyer
  • És um mimalho, quando vens para o meu colo, dás logo beijos e fazes miminhos.
  • És muito agarrado a mim, e agora ainda pior, porque passamos mais tempo juntos.
  • Continuas sem dormir a noite toda seguida, vou marcar consulta no pediatra para ver o que podemos fazer. É que assim não há hipótese de ter dar um mano/mana. Senão ai é que dou mesmo em maluca.
  • Quando vais ao shopping passas a vida a dizer vamos embora (sais ao teu pai eeheheh).
E assim tem sido os nossos dias, sempre juntinhos, e que está prestes a terminar. Vai-me custar muito deixar-te ir mas tem de ser. Também te vai custar muito, eu sei meu amor, mas também vai ser muito bom. Vais puder brincar muito com outros meninos, teres brincadeiras próprias da tua idade.

AMO-TE MUITO FILHO LINDO!



0 comentários:

Enviar um comentário